o fantástico mundo de bob
sexta-feira, novembro 21, 2003
 
Caçador do inferno

Na semana passada vi, em DVD, o sexto capítulo da saga de Hellraiser. Dos filmes lançados até aqui, só perdi o primeiro (mas me contaram a história, pela qual fiquei vidrado) e o quinto, que, se não me engano, nem chegou a ser exibido na telona. Pois bem, em "O Caçador do Inferno" Pinhead está mais assustador do que nunca. E o melhor: diferentemente dos episódios 2 e 3, o roteirista optou pela linha "terror-psicológico", em detrimento da carnificina. Sábia decisão. As idas e vindas na atormentada jornada de Trevor, que em muitos momentos podem aborrecer o espectador mais impaciente, são o cartão de visitas de um verdadeiro sofrimento eterno. Nada é o que parece ser na película. E, quando você se dá conta, a trama já o enleou, como se Pinhead o surpreendesse com um castigo bem cruel. E, cá entre nós: topar com aquele sujeito com a cara apinhada de pregos significa morrer duas vezes. Na primeira, o olhar dele — gélido, da temperatura do zero absoluto — captura sua alma; na segunda, macula sua carne, produzindo a dor inominável. Melhor seria nem ter nascido!
 
Além da imaginação

Meus caros, na falta de coisa melhor para postar, vou debater com quem estiver disposto alguns fatos que considero, digamos, palpitantes. Alguns deles poderiam ser qualificados de sobrenaturais, mas, sendo eu ateu — e disso não abro mão—, vou dizer que são apenas insólitos.

Muita coisa do que li ou vi me intriga. Vou listar alguns episódios e temas, de forma aleatória: o caso das máscaras de chumbo, na década de 60; a verdade sobre o Necronomicon (invenção de Howard Phillips Lovecraft); o caso Carlinhos; quem foi Jesus Cristo; o desaparecimento de Atlântida e Lemúria; a telepatia e a telecinésia, dois dos mais impressionantes fenômenos psi; homens de preto; entre tantos outros...

Um deles é a história do Homem-Mariposa, descrito pelo estudioso John Keel na sua famosa obra Mothman Prophecies. Sem externar qualquer juízo de valor, reproduzo trecho capturado no site www.fenomeno.trix.net sobre o acontecido. Tirem suas próprias conclusões:

"Mothman

Ele tinha entre 1.50 a 2.10m de altura, corpo avantajado, de cor cinza ou marrom, asas grandes recolhidas nas costas, pernas humanóides e olhos hipnotizantes. O maior estudioso do episódio Mothman (Homem-Mariposa), John A. Keel, escreveu que no mínimo 100 pessoas viram esta criatura nos anos de 1966 e 67.
O Homem-Mariposa andava de um jeito arrastado e manco e emitia um som esganiçado. Sua cabeça, de tão pequena, parecia enterrada no tronco. Tinha olhos grandes, vermelhos e cintilantes. As asas pareciam de morcego, mas não batiam quando ela voava: '...subia direto para cima, como um helicóptero, e emitia um zumbido mecânico durante o sobrevôo...'
Depois de 1967, só houve mais um relato do Mothman, em outubro de 1974, em Elma, Nova Iorque. Mas Keel descobriu uma mulher de West Virginia que dizia tê-lo visto à noite numa estrada, em 1961, na Área de Caça de Chief Cornstalk, no rio Ohio. Ela contou a Keel que a 'criatura era muito maior que um homem. Uma figura grande e cinza. Estava no meio da estrada. Aí, ela abriu as asas e praticamente tomou toda a estrada. Parecia um avião pequeno. Depois decolou direto para cima...e sumiu de vista em questão de segundos'."


Powered by Blogger